Notícias

Caminhoneiros criticam acordo e dizem que greve continua por tempo indeterminado

Nas redes sociais e grupos de trocas de mensagem, caminhoneiros afirmam que a greve continuará por tempo indeterminado.

Apesar do acordo entre governo e representantes da categoria anunciado na noite de ontem (24), que prometia uma trégua de 15 dias na paralisação, os motoristas autônomos disseram que não deixarão as rodovias.

Segundo o jornal Folha de S. Paulo, a maioria dos profissionais afirma que os sindicatos não representam os caminhoneiros que estão na rua.

Entidades como a Unicam (União Nacional dos Caminhoneiros) e a Abcam (Associação Brasileira dos Caminhoneiros) não assinaram o acordo com o governo.

Ainda de acordo com a Folha, os caminhoneiros pretendem manter a paralisação até que todas as exigências sejam atendidas.


Compartilhe!