Notícias

Moradores de Mauá reclamam de falta de segurança na Papa João XXIII

Funcionários da empresa Cd. Dia Brasil estão preocupados com a insegurança no caminho da empresa, na av. Papa João XXIII, em Mauá. Eles alegam que após a retirada do ponto de ônibus, na altura do km 17 da via, são obrigados a atravessar a avenida para pegar o ônibus e, com isso, estão sendo surpreendidos com constantes assaltos no local.

Ao final de dezembro, a servidora Rosangela Aparecida Fidelis foi uma das vítimas. Ao voltar para a casa, por volta das 6h, ela e mais três colegas de trabalho foram surpreendidos com quatro bandidos em duas motos que efetuaram o assalto a mão armada. “Desde que tiraram o ponto de ônibus começou a roubalheira. Agora temos medo de atravessar a avenida e ser assaltados”, reclama. A moradora já registrou três boletins de ocorrência para que ações efetivas sejam desenvolvidas na região, mas até o momento disse que a violência continua.

Mozart Queiroz de Moura, 27, afirma que teve o carro roubado após estacionar ao lado da empresa, nesta quinta-feira (18). “Os seguranças da empresa disseram que tentaram arrombar um carro pela manhã, e quando estava indo embora, por volta das 11h, já não estava mais lá”, diz.

Com informações do Repórter Diário