Notícias

Demitidos da FUABC protestam e Paço de Mauá garante buscar pagamentos

Um protesto foi realizado por cerca de 15 trabalhadores que atuavam em unidades de saúde de Mauá e foram demitidos da FUABC (Fundação do ABC). Na pauta do protesto foram incluídas a oposição as demissões em massa e o não pagamento dos direitos trabalhistas.

Os servidores demitidos relatam que foram demitidos por justa causa e não conseguiram dar entrada no seguro-desemprego. O grupo ainda afirma que existam cerca de 100 trabalhadores que estão na mesma situação, no entanto, preferem se manter no anonimato por medo de represálias.

O protesto começou por volta das 16h, no dia 7, e logo depois do início um grupo de cinco policiais militares abordaram os manifestantes pedindo para evitar barulhos na frente do hospital Doutor Radamés Nardini. Logo depois do fim da manifestação, o superintendente do hospital, Vanderley da Silva Paula, prometeu ouvir os ex-servidores.