Notícias

Movimento de mulheres de Mauá deixa imóvel após acordo

O Movimento de Mulheres Olga Benário desocupou no último sábado, 30, o imóvel de propriedade da administração municipal de Mauá, após 10 dias de reivindicações. Ação ocorreu após acordo com a Prefeitura. O grupo reivindicava a construção do centro de referência que atende mulheres vítimas de violência e em situação de vulnerabilidade.

O imóvel ocupado foi a Casa dos Autonomistas, tombado pelo Condephaat-Ma (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Arqueológico e Turístico de Mauá). Aproximadamente 50 ocupantes deixaram o local sob a condição de ser criado grupo de trabalho, em conjunto com o Executivo, conforme previsto no decreto 8.318, de 26 de julho, no qual o movimento indique três representantes para realizar uma reunião buscando um espaço que possa sediar o centro.

A reintegração de posse do imóvel ocupado pelo grupo de Mulheres Olga Benário vinha sendo revogada pela Defensoria Pública de Mauá. O grupo ocupava o prédio desde o dia 20 de julho.

De acordo com uma das integrantes do movimento, a ocupação era pacífica e apenas buscava a reivindicação dos direitos do grupo, no entanto, alguns agentes de segurança ameaçaram retirar o grupo do imóvel avisando que a Polícia Militar estava chegando ao local.